[Resenha] Cidades de Papel- de John Green

by - 16:01

Olááá Amorees!!! Boa Tardeee!
 Nesse post vou resenhar a minha última leitura deste mês. Espero que gostem da resenha e se interessem pelo livro que é ótimo. Para ler a resenha completa apertem em Leia Mais!

Título: Cidades de Papel
Título Original: Paper Towns
Autor: John Green
Editora: Intríseca
Lançamento: 2013
Categoria: Ficção
Páginas:  366
Classificação:  
 Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte
de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.




Resenha:

    Cidades de Papel é o 3° romance escrito de John Green. Publicado em 16 de Outubro de 2008 pela Editora Dutton Books. Aqui no Brasil foi publicado pela Editora Intrínseca em 2013.

      A maior parte da história se passa em um bairro planejado "Jefferson Park", que anteriormente tinha servido de base para a Marinha, é lá que nossos personagens principais, Margo Roth Spiegelman e Quentim Jacobsen moram. Eles se conheçem desde que se mudaram para lá, aos 2 anos de idade. E dez do começo Quentim ou "Q" (como era chamado pelos amigos) sempre foi apaixonado pela sua vizinha e amiga, Margo. Eles gostavam de andar de Bicicleta pelas ruas do bairro, e em um desses paceios indo para uma praça que tinha ali perto, Margo descobre um cadaver de um homem de terno cinza perto de uma árvore, aparentemente tinha se matado.
Margo adorava misterios, correu logo para procurar pistas de quem era aquele homem e porque tinha se matado. Enquanto isso, Quentim estava em casa sobre os cuidados dos pais (que eram Pisicologos) para que não ficasse com trauma da cena que viu. A noite, quando Quentim se preparava para dormir, Margo aparece na janela dele contando tudo oque tinha descobrido. 
" - A Sra. Feldman, lá de Jefferson Court, disse que o nome dele era Robert Joyne. Ela me contou que ele morava em um daqueles apartamentos em cima do mercadinho, então fui até lá e tinha um monte de policiais, e um deles me perguntou se eu trabalhava no jornal da escola, e eu respodi que nosso colégio não tinha jornal[...] Ele me contou que Robert Joyner tinha trista e seis anos. Advogado. Não me deixaram entrar no apartamento, mais ele era vizinho de porta de uma moça chamada Juanita Alvarez, e eu pedi uma xícara de acúçar emprestada para entrar no apartamento dela, então ela me contou que Robert Joyner tinha se matado com um tiro. Aí eu perguntei o motivo, e ela disse que ele estava se divorciando e que estava triste por causa disso." 

Depois disso  Margo vai embora e nunca mais se falaram...

   Então a história começa novamente com nossos personagens no 3° ano do ensino médio, prestes a se formar. Margo  Spiegelman se tornou uma popular da escola, e Quentim Jacobsen um nerd com "N" Maiúsculo. ( Mesmo com a distancia, Quentim ainda gostava de Margo do mesmo jeito que antes ou mais. Ele achava que ela era perfeita).
 Em uma noite de um dia normal, Quentim estava se preparando para dormir quando Margo envade a janela do quarto dele ô convidando para ajuda-la a fazer algumas "Vingancinhas" contra o namorado dela e suas amigas.

Resultado de imagem para cidades de papel
Margo envadindo o quarto de Quentim para
convida-lo para as vinganças.
Foto do Film, retirada do google.

 Eram 12:30 da noite. Em todas as casas dos amigos dela, que eles invadiam, Margo deixava um "M" pichado de azul na parede. E a cada vingança que ela praticava, ele ficava mais longe da imagens da Margo perfeita que ele tinha. Depois de terminarem as missãos eles vão para um grande predio no centro da cidade para checar se estava tudo certo. De lá de cima da para ver tudo, principalmente a casa das vitimas de Margo naquela noite. E é lá que Margo usa pela primeira vez a expressão "Cidade de Papel", ela diz que aquela Cidade é de Papel, e que todos que moram nela também é,Pois, são todos frágeis e de mentira, como um papel.
Terminaram as vinganças as 5:42 da manhã. Quentim estacionou o carro da mãe em frente de casa e os dois desse do carro é se despedem... Quentim vai entra em casa, e vai dormir se perguntando si depois dessa noite, Margo ia começa a andar com ele e seus amigos, se ele ia se tornar um "popular" também. Ele dorme mais o menos uns 40 minutos até sua mãe acorda-lo dizendo que ele está atrasado... ( Que não é novidade porque ele quase sempre chega atrasado kk).
Chegando na escola ele percebe que Margo não foi a aula, e nem vai no segundo e nem no terceiro dia após a noite de "Missões". Em um dia de Sábado, quando Quentim acorda, se depara com a figura de um Cara alto de e terno preto, um envestigador. acompanhado com os país de Margo.  Ele estava envestigando o desaparecimento dela, mais não era nada de novo porque Margo tinha costumes de sair de casa assim, mais, nunca ficou fora por tanto tempo.
Quentim acha que Margo saiu da cidade para sempre ou se matou, então começa a procurar pistas sobre o paradeiro dela. Junto com Radar, Ben, e Lacey (amiga de Margo). Ele visita varios bairros fantasmas e enclusive Quentim passa a noite em um deles, onde ele suspeita que Margo tenha dormido antés de sair da cidade......

E para saber o final você vai ter que ler o livro... ;) rsrsrsrs

Nota: 

Resultado de imagem para cidades de papelUm livro ótimo, escrito por um autor ótimo. A cada livro que leio de John Green, fico......... Slaa....Besta de como ele é bom para escrever. NUNCA li um livro de John Green pra não gostar. Ele tem umaa habilidade incrivel para escrever livros, o jeito que ele desenvolve a história, cada detalhe. Quando está perto do final, esse livro si torna mais viciante ainda para saber sobre Margo.... ashushua

Para terminar a resenha, minha nota para esse livro não poderia ser menos que "10"né? rs


Então gente, essa foi a resenha do livro Cidades de Papel. Gostou? Deixa sua opinião sobre o livro aí nos comentários. Já leu? Qual parte do livro você mais gostou??

Comprar: Saraiva | Submarino |
Resultado de imagem para cidades de papel

   






,

You May Also Like

6 comentários

  1. CADADES DE PAPEL❤ Muito amor por esse livro, adoro livros nesse estilo. A tradução dele ficou muito boa, mas mesmo assim prefiro a edição original. Ótima resenha.

    http://brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Victor!
      Também adoro livros nesse estilo "fictício". Que bom que gostou da resenha, Volte mais vezes!😊😊❤

      Excluir
  2. Resenha maravilhosa amei a dica do livro, bom final de semana, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Linda! Ótimo final de semana pra vc também❤😘 Volte sempre!

      Excluir
  3. oi tudo bem?

    flor, adorei sua resenha , eu já li esse livro, achei algumas partes arrastada, mas concordo com vocÊ, esse autor é maravilhoso, e o final é ótimo. muito bom parabéns beijos

    Taynara MEllo | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Tay❤ Tudo bem Sim!😊 Tem partes e meio chato msm pq agnt pensa q vai acontecer algo é nn acontece. Mais é um livro ótimo😍 está nos meus favoritos com A Culpa é das estrelas❤

      Obrigada pela visita!😊 volte sempre 😘 bjs

      Excluir

SIGA-ME NO @LITERARYHEARTT