About Me

segunda-feira, janeiro 09, 2017

[Resenha] A menina que colecionava Borboletas - Bruna Vieira

| |
Resultado de imagem para a menina que colecionava borboletasTitulo: A Menina que Colecionava Borboletas
Autor: Bruna Vieira
Editora: Gutemberg
Páginas: 152
Gênero: Crônicas
Classificação:
Bruna Vieira está cada vez mais longe dos quinze, e sabe que crescer nunca é tão simples. Considerada uma das blogueiras mais influentes do mundo, mais uma vez ela dá vazão ao seu talento como escritora com este seu novo livro de crônicas e pensamentos, em que mostra o quanto amadurecer e conquistar a independência é maravilhoso, mas tem seus desafios e poréns.Para ela, as páginas deste livro significam o bater de asas das borboletas que colecionou dentro do peito por algum tempo e que agora, finalmente, pode deixar que voem livres por aí.





                                                                        RESENHA

O livro na realidade é um livro de crônicas que no total são 48, para ser mais exato! 

Bem...Vou aqui expressar o que entendi e a ideia que retirei do livro!
Espero que gostem...


A vida nem sempre é tão perfeita, todos nós sempre fizemos ao menos uma coisa que logo após se arrependeu, não e verdade?


Você estava errado. Todos nós vivemos dentro de uma bolha e nem sempre podemos controlar a direção do vento. Mas a maneira como enxergamos o trajeto e quem escolhemos para estar ao nosso lado, isso sim, é uma tarefa completamente nossa. São atitudes, palavras, valores e um monte de coisas cujo verdadeiro valor a gente só descobre quando aprende a ser leve. E assim, acredito eu, vamos longe. (pág. 50)
O livro ele me fez refletir um pouco mais sobre a vida, pois ás vezes tomamos atitude sem pensar...Queremos mudar nossa personalidade para querer agradar outras pessoas...A reflexão nesse livo é que nós devemos ser nós mesmos, independente das circunstâncias.

 A verdade é que a vida é curta demais para deixarmos que a transformem em um tribunal e fiquem julgando o que é ou não apropriado.  (pág.23)

Nesse livro a autora também retrata como o seu blog crescia e como ela tinha que se adaptar a esse crescimento...

Eu não quero te consertar. Nunca quis. Quero é provar que podemos ser exatamente assim, cheios de defeitos e sem nenhuma garantia. Invisíveis para o resto do mundo, mas o suficiente um para o outro. (pág. 75)

 Por esse motivos foi dado o título do livro, pois ele representa que a autora colecionou as borboletas dentro de si para que depois elas pudessem voar livre por ai...

"A verdade é que a vida da gente é curta demais para deixarmos que a transformem em um tribunal e fiquem julgando o que é ou não apropriado. Agir de acordo com as expectativas alheias o tempo todo é mais ou menos como não fazer nada. E se for para não fazer nada, convenhamos, é melhor ficar no sofá o final de semana inteiro assistindo à sua série preferida e comendo besteiras, concorda?" Pág. 23

                                                                Nota
Queria deixar aqui meus esclarecimentos, pois essa não foi bem uma resenha por conta do livro ser de crônicas, mas deixo aqui uma importante reflexão: Nunca mude seu jeito de ser, seja sempre você independente da situação que estiver passando!
Obrigado!

Ping-Pong rápido sobre o livro a cima

O que eu gostei?
R= O que eu mais gostei no livro foi que ele tem uma ideia bem direta, ele nos faz refletir sobre motivos vividos no dia a dia. 
Pode melhorar? Se sim, em que?
R= Não, o livro é perfeito como foi escrito.
O enredo foi bom? Ou não?
R= Foi ótimo, ele retrata bem o que a autora teve que passar para conseguir ser ela mesma!
Nota de 0 a 10
R= 10,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário