Resenha: O Navio das Noivas

by - 06:55


Título: O Navio das Noivas | Autor(a): Jojo Moyes | Editora: Intríseca
Páginas: 382  Gênero: Romance, Ficção | Classificação: 
Adicionar a estante: Skoob
Comprar: Saraiva | Submarino | Americanas | Amazon
Sinopse: Austrália, 1946. É terminada a Segunda Guerra Mundial, chega o momento de retomar a vida e apostar novamente no amor. Mais de seiscentas mulheres embarcam em um navio com destino a Inglaterra para encontrar os soldados ingleses com quem se casaram durante o conflito. Em Sydney, Austrália, quatro mulheres com personalidades fortes embarcam em uma extraordinária viagem a bordo do HMS Victoria, um porta-aviões que as levará, junto de outras noivas, armas, aeronaves e mil oficiais da Marinha, até a distante Inglaterra. As regras no navio são rígidas, mas o destino que reuniu todos ali, homens e mulheres atravessando mares, será implacável ao entrelaçar e modificar para sempre suas vidas. Enquanto desbravam oceanos, os antigos amores e as promessas do passado parecem memórias distantes. Ao longo da viagem de seis semanas — apesar de permeada por medos, incertezas e esperanças — amizades são formadas, mistérios são revelados, destinos são selados e o felizes para sempre de outrora não é mais a garantia do futuro que foi planejado.Com personagens únicas e uma narrativa tocante, Jojo Moyes conta uma história inesquecível que captura perfeitamente o espírito romântico e de aventura desse período da História, destacando a bravura de inúmeras mulheres que arriscaram tudo em busca de um sonho.• Os livros de Jojo Moyes publicados pela Intrínseca já venderam mais de 800 mil exemplares no Brasil.• “O Navio das Noivas” foi inspirado na história da avó da autora, que fez a mesma travessia relatada no romance para reencontrar o marido no período pós-guerra, e cada capítulo traz citações não ficcionais de esposas e oficiais que viajaram nesses navios.




   Quem já leu o best seller da Jojo Moyes, Como eu era antes de você, e outros títulos da autora, sabe a mão de fada que essa mulher tem! Seus livros são todos romances que nos faz se sentir não só parte do cenário, mas ser os próprios personagens. E, O Navio das Noivas não é diferente. Como 2° livro que li da Jojo, ela não me deixou na mão, e este virou um dos meus melhores livros lidos. É o primeiro romance que leio em que o cenário é o alto-mar, e estou super, super, super apaixonada por esse livro! 

Resultado de imagem para o navio das noivas
Verso do Livro. 
 Índia, 2002. Uma senhora e sua neta, Jeniffer, entram em um desmonta navios é a senhora se depara um com grande navio que a faz despertar uma série de lembranças. São essas lembranças que nos levara a essa belíssima história. 
   Austrália, 1946. Seiscentas mulheres embarcam a bordo do Victorios, um grande porta-aviões,  para seguirem 6 semanas de viajem junto com mil marinheiros -suados e que não tinham relações sexuais com as esposas a muito tempo-, em busca de reencontrar em Plymouth -Inglaterra- , seus maridos em que casaram quando a guerra ainda estava acontecendo.
   Entre as seiscentas mulheres abordo, Avise, Frances, Margaret e Jean, se destacavam com suas personalidades muito diferentes, mais com o mesmo objetivo, enfrentar um futuro incerto em busca de uma nova vida! E são elas que vamos acompanhar na leitura. 

Depois de embarcadas naquele porta-aviões velho, as esposas começaram a sentir tedio é falta da família, e por isso foram criadas oficinas artesanais, palestras de como se comportar com o marido, entre outras coisas. 


“Para algumas mulheres, os dias eram marcados por redigir cartas e por orações; para outras, por palestras e filmes, intercalados com caminhadas pelas áreas liberadas do convés ventoso ou por partidas do estranho jogo de bingo. Com alimentação garantida e a vida ditada por regras, havia poucas decisões a tomar.”

O Navio das noivas é uma história fictícia, mais que foi baseado em uma história real.

   O Livro é dividido em 4 Partes, O Prólogo, que se passa em 2002, presente. A Parte 1, que conhecemos um pouco da história das nossas personagens, Avice, Frances, Jean e Margaret, antes do embarque. Parte 2, que é a história desde o embarque das mulheres, até o desembarque. E por fim, Parte 3, que voltamos a 2002. Parte relacionada ao prólogo. 
Uma coisa que me chamou bastante atenção, é que a cada inicio de capitulo, tinha um trechinho de cartas verdadeiras, sobre as passageiras e sobre o Victorios.

“Para entender totalmente o tédio de semanas no Mar, é preciso passar por essa experiência. Para muitos, as frustrações decorrentes desse tipo de vivência eram, a longo prazo, infinitamente mais prejudiciais à mente do que os riscos potenciais de um ataque inimigo... quando não estávamos combatendo o inimigo, combatíamos entre nós mesmos."

   A ideia desse livro surgiu com a história da avó de Jojo, em que fez essa mesma travessia que se passa no livro, há mais de sessenta  anos atrás. Através de diários de bordo, algumas entrevistas e pesquisas sobre a travessia, a Jojo nos leva a essa história emocionante, cheia de detalhes e aventuras que vai fazer nos leitores se apaixonar, sem deixar de destacar a bravura das várias mulheres que deixaram suas famílias e sonhos onde moravam, para arriscarem suas vidas no mar, em busca de um futuro incerto sem saber se tinha alguém que lhes esperava do outro lado do mundo. 

You May Also Like

0 comentários

SIGA-ME NO @LITERARYHEARTT