About Me

sábado, outubro 07, 2017

Resenha: Miniaturista

| |

 Título: Miniaturista | Autora: Jessie Burton | Editora: Intríseca
Ano: 2015 |Páginas: 352 | Classificação: 
Adicionar a estante: Skoob
Onde comprar: Submarino | Amazon | Saraiva
"Resenha sem spoiler"
Sinopse: Em 1686, a jovem Nella Oortman se casa com Johannes Brandt, um bem-sucedido mercador de Amsterdã, e se muda do interior da Holanda para a cidade grande. Nella acredita que o casamento com um homem rico e poderoso irá lhe proporcionar uma vida repleta de glamour e felicidade, no entanto, não é o que ela encontra quando chega à nova casa: por causa das viagens a trabalho, Johannes não é dos maridos mais atenciosos e Marin, sua irmã, se encarrega de controlar cada aspecto do lar e da família Brandt, revelando-se extremamente opressiva e dominadora. Para agradar a nova esposa, Johannes a presenteia com uma miniatura da casa em que moram e, logo, Nella encontra um miniaturista para confeccionar algumas peças. No entanto, tudo começa a mudar quando o miniaturista passa a enviar obras que nunca foram pedidas, mas que não apenas refletem a realidade, como parecem anunciar futuras tragédias. Encantador, belo e repleto de mistérios, Miniaturista é uma magnífica história de amor e obsessão, traição e vingança, aparência e verdade.


Outono de 1686.
          Após a morte do pai, a única alternativa que Petronella Ootman tem para fugir da completa falência que sua família esta caindo, é casar-se com Johannes Brandt: um influente portador e importador de mercadorias em Amsterdã, de 39 anos.
    Petronella - ou Nella – é uma jovem de dezoito anos e que passou toda sua infância estudando como se comportar e tomar conta de uma casa.  Ela - como todas as outras garotas da época - sonhava na sua festa de casamento, com sua própria casa e em como seria uma noite de núpcias.
    Um mês depois da cerimonia que aconteceu em Assendelft – sua terra natal, Nella parte sozinha para Amsterdã, para começar uma nova vida com o marido. Ao chegar à sua nova casa, Petronella é muito mal recebida por Marin, sua nova cunhada, e também pelos criados, Otto e Cornelia.
      Marin é uma pessoa completamente arrogante, mandona e misteriosa. Vive desfilando pela casa com suas roupas pretas – ninguém sabe o porquê - e suas exigências. E apesar de ainda está jovem, já passou da época de casar e sobrou para Johannes cuidar da irmã, que na nossa linguagem: “Ficou pra titia”.
     Cornelia é uma órfã e está com a família Brandt desde que os dois irmãos eram pequenos. Diferente das empregadas da época, essa é intrometida, gosta de dá palpites e saber de tudo da vida dos patrões – ou pelo menos tudo que ela escuta por trás das portas. Já Otto - ou Toot – é um negro que foi salvo da venda de escravos em uma das viagens de Johannes para o pacifico. É um rapas sério, mas legal; e que apesar de prestar serviços especialmente para Johannes, sempre está ajudando Cornelia nos serviços domésticos.
       Ao contrario de tudo que Nella sonhou, seu casamento está sendo um completo fracasso. Além dos empregados – que no começo não a respeitam – ela ainda tem a cunhada que quer mandar em tudo, não há deixando assumir o lugar como senhora da casa; e Johannes que sempre tem alguma coisa – ou viajem- para fazer, e nunca está presente em casa. Juntando tudo isso mais o seu casamento que depois de quase dois meses ainda não foi consumado, Nella começa a se sentir completamente deslocada e sozinha. Tendo apenas a companhia de Peebo, seu passarinho.

      Em um dia “qualquer” Johannes chega a casa com uma enorme casa de bonecas, uma miniatura da casa em que vivem, para que Petronella tenha o que fazer durante o dia e não se sinta completamente sozinha ali. Inicialmente Nella toma aquilo como um insulto. Que espécie de homem daria a esposa uma casa de bonecas? Ela poderia ter apenas 18 anos, mas sua época de brincar de bonecas já havia passado!
   Com o incentivo de Marin, Nella começa a sua busca por um artesão que saiba mobiliar aquela pequena casa, e é na Lista de Smit que ela encontra o anúncio de um(a) conceituado (a) miniaturista da região.

MINIATURISTA
Morando sob a placa do sol, na KalverstraatOriginal de BergenRecebeu treinamento do conceituado relojeiro de Bruges, Lucas WindelbrekeTUDO, E AINDA ASSIM NADA
   Logo suas primeiras encomendas chegam completamente perfeitas e minúsculas. Mas mesmo depois de seu último pedido, o miniaturista continua a lhe enviar maravilhosas peças feitas especialmente para ela e que parece lhe avisar de alguma coisa que está para acontecer - ou está acontecendo- dentro daquela família; Isto porque tudo o que o miniaturista á avisa, acontece.
   Mas como será que um simples comerciante sabe de tudo de acontece naquela casa? E como ele consegue fazer os móveis idênticos, sem nunca ter lhe feito uma visita? Mas antes de qualquer pergunta: quem é o miniaturista? Quem é está pessoa que ninguém viu ou saber quem é?

      Todo este mistério se intercala com a família Brandt. Porque Marin, uma mulher atraente e jovem ainda não se casou, seguindo os padrões da sociedade da época?  E porque Johannes, um homem bonito e energético, não sente nenhum tipo de atração pela esposa carinhosa e bonita?
  O que essa família esconde por trás das paredes daquele casarão? É como podemos explicar o estranho modo como a miniaturista se revela junto a suas perfeitas peças, enviando avisos sobre os podres dessa família?

 
         O que posso falar desse livro para vocês?
Bom, o que mais me decepcionou nesse livro foi o desfecho. Por mais que o Johannes merecesse aquilo (suspense), acho que não era justo para pobre da Nella ter que carregar um farto tão pesado ainda sendo tão nova. Além disso, a autora deixou algumas pontas soltas no final e que era necessário para o entendimento da história, uma dessas coisas e o segredo do (a) Miniaturista, que mesmo nós descobrindo quem ele (a) é não entra em muitos detalhes e isso me incomodou muito.
    Com exceção do desfecho, eu AMEI esse livro e ele se tornou um dos meus preferidos. A escrita da Jessie é bem delicada, cheia de detalhes e sentimentos. Por mais que o livro seja grande, mas ele não se torna uma leitura arrastada pelo motivo que: a história não é só concentrada na Miniaturista, mas também em Johannes e as escapadas de Marin.
      A Capa desse livro é Maravilhosa e ela ajudou muito na hora de resolver fazer essa leitura. A diagramação e linda, com um toque clássico simples. Sem falar nas florezinhas por trás da capa, que fique apaixonada quando vi. Essa edição ficou maravilhosa!
   Se você está em busca de um mistério leve com pitada de romance, esse é o livro perfeito; Só pelo enredo já vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário